ADS 468x60

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Tim, meu amigo de sempre



5 comentários:

Luiz Bittencourt disse...

Prezado Téo,

Sou professor e pesquisador da área de História em Belo Horizonte. Atualmente trabalho como pesquisador e tenho desenvolvido estudos sobre as organizações de esquerda em Minas Gerais no período de resistência a ditadura militar.

Através de pesquisas nos arquivos do DOPS-MG e de leituras sobre o tema encontrei referências sobre um antigo militante da cidade de Teófilo Otoni na década de 1950.

Soube que esta pessoa faleceu a cerca de 10 anos, provavelmente no estado de Goiás.

Bem, entro em contato com você para saber se é possível estabelecer um diálogo com você e seu pai com o objetivo de saber alguma informação sobre este militante.

Soube que seu pai teve uma militância bastante destacada e talvez possa ter conhecido a pessoa que procuro informações.

O nome da pessoa é Manoel Galvão Sampaio e ele foi preso em TO em 1952 após tentar organizar uma entidade de representação de camponeses e trabalhadores rurais.

Caso possa me auxiliar de alguma forma, entrarei novamente em contato e o poderemos tocar novas informações.

Meu e-mail de contato é lulubittencourt13@yahoo.com.br.

Desde já agradeço.

Atenciosamente,
Luiz Carlos Bittencourt

Luiz Bittencourt disse...

Caso possa me auxiliar de alguma forma, entrarei novamente em contato e o poderemos tocar novas informações*

* quer dizer: e poderemos trocar novas informações.

Blog Dos Games disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Téo Garrocho disse...

Prezado Luiz, em janeiro irei a Teófilo Otoni e prometo-lhe que farei o possível para encontrar informações sobre seu pedido. Penso que, conversando com as pessoas mais "antigas", ele deverão se lembrar, principalmente meu pai e outros ligados à esquerda e que ainda estão vivos. Agradeço por ler meus humildes escritos. Um abraço do filho do Tim Garrocho, ex. preso político: Téo garrocho. Em Tempo: mande-me seu endereço que lhe enviarei um simples livro que escrevi "Retalhos da Tortura" e relatos passagens da ditadura, "a maldita". Um abraço.

Téo Garrocho disse...

Prezado Luiz, em janeiro irei a Teófilo Otoni e prometo-lhe que farei o possível para encontrar informações sobre seu pedido. Penso que, conversando com as pessoas mais "antigas", ele deverão se lembrar, principalmente meu pai e outros ligados à esquerda e que ainda estão vivos. Agradeço por ler meus humildes escritos. Um abraço do filho do Tim Garrocho, ex. preso político: Téo garrocho. Em Tempo: mande-me seu endereço que lhe enviarei um simples livro que escrevi "Retalhos da Tortura" e relatos passagens da ditadura, "a maldita". Um abraço.

Postar um comentário